Category: Feirão do Vinil


CDs de todos os gêneros e artistas a 5 reais cada

By Feirão do Vinil,

Feirão do Vinil oferece acervo de 10 mil CDs

O CD – abreviação de Compact Disc –, embora viva momento de pouca popularidade, ainda guarda muito de seu charme e angaria fãs e colecionadores mundo afora. Desenvolvido em meados do final dos anos 1970, começou a ser comercializado por volta de 1982.

O formato foi originalmente desenvolvido com o propósito de armazenar e tocar apenas músicas, mas posteriormente foi adaptado para o armazenamento de dados (CD-ROM).

A verdadeira explosão comercial do formato aconteceu a partir do final da década de 1980 e início da década de 1990. O Compact Disc forneceu maior capacidade, durabilidade e clareza sonora, sem chiados, chegando a fazer com que muitos acreditassem que os discos de vinil poderiam ser considerados obsoletos – a indústria chegou a aposentar o formato.

Pelo menos durante os anos 90, os CDs reinaram absolutos como principal formato para comercialização e divulgação de música, fazendo com que muitos dos álbuns produzidos naquela época só possam ser encontrados no formato CD.

Para os fãs de CDs, o Feirão do Vinil possui um acervo de dar água na boca, incluindo títulos populares, raros, gravações ao vivo e reedições de álbuns clássicos, além daquelas apaixonantes versões com Bonus tracks. São cerca de 10 CDs nos mais diversos estilos e dos mais variados artistas. Tudo por 5 reais a peça.

 

 

 

Feirão do Vinil oferece excelentes preços aos colecionadores de compactos.

By Feirão do Vinil,

Feirão do Vinil oferece excelentes preços aos colecionadores de compactos.

Milhares de títulos, dos mais variados gêneros e artistas, a 5 reais

O famoso single ou compacto simples representa um dos mais importantes formatos criados pela industria da música para divulgar artistas e popularizar suas canções. A principio eram utilizados para divulgar a musica ou promover um álbum junto às rádios, mas, com o tempo, devido ao preço, passou a ganhar o mercado e às lojas de discos.

Com 7 polegadas de diâmetro (ou 17 cm), eles são discos menores e mais baratos que o LPs convencionais, servindo assim como alternativa ao LP quando uma gravadora queria gravar uma única música, em vez de um álbum completo. Desta forma, eles normalmente servem como um aperitivo para o álbum de trabalho da banda e contêm músicas raras, ao vivo, b-sides, remixes.

“Texarkana Baby”, de Eddy Arnold, entrou para a história como o primeiro Compacto Simples da história. Foi lançado no mercado no dia 31 de março de 1949, quando a gravadora RCA Victor ainda apostava nos EUA um Disco de vinil de 7 polegadas e 45 rotações por minuto, mas estava disposta a abrir mão de novos formatos.

De lá pra cá, os compactos se tornaram muito populares e objeto de desejo de milhares de colecionadores de música mundo afora, alguns, mas raros, alcançando preços surpreendentes em leilões.

O Feirão do vinil possui em seu acervo cerca de 5 mil compactos simples, tudo com preços a partir de 5 reais. Não só para os aficionados em musica, mas também para os apaixonados pelo formato, uma visita é indispensável.