Category: Discos Marcus Pereira


Promoção do Feirão do Vinil dá descontos e oferece discos a 2 reais.

By Feirão do Vinil,

 

 

Promoção do Feirão do Vinil dá descontos e oferece discos a 2 reais.

 

Deu a louca no Feirão do Vinil! Além de oferecer álbuns e compactos de vinil, CDs, DVDs e outros formatos, mesmo raros e importados, a apenas 5 reais a peça, a loja agora também está promovendo uma série de descontos e promoções.

Agora, a cada 40 reais em compra os clientes da loja ganham um desconto de 5 reais, que o comprador pode investir na aquisição de mais um vinil, CD ou DVD, enriquecendo ainda mais sua coleção.

Mas não é só isso. O Feirão do Vinil também acaba de inaugurar uma seção de discos em promoção a 2 reais a peça.

Imperdível para colecionadores e aficionados por música.

 

Feirão do Vinil – Esquina Cultural

Rua Quintino Bocaiuva, 309 – Sé

Tel. 3105-6714

Discos Marcus Pereira no Feirão do Vinil

By Feirão do Vinil,

 

 

Discos Marcus Pereira, o primeiro selo independente brasileiro

 

Chega a ser irônico que o primeiro projeto contrário à produção musical com olhos apenas para os ditames da produção mercadologia no Brasil tenha vindo justamente de um publicitário. Embora não tivesse uma ligação direta com a música – não tocava nenhum instrumento –, o empresário Marcus Pereira veio a ser tornar um dos principais e mais importantes agitadores culturais e incentivadores da musica popular e regional do país, como idealizador e fundador da gravadora que levava o seu nome e inaugura a história dos selos independentes brasileiros.

A história da Discos Marcus Pereira remete à segunda metade dos anos 1960, com o país em polvorosa, sob os ditames de um governo de exceção da ditadura civil-militar, quando, em parceria com seu amigo, o músico Luis Carlos Paraná, Marcus Pereira inaugurou em São Paulo o bar Jogral. Reduto de jornalistas, intelectuais e artistas que se encontravam para ouvir o que eles consideravam a verdadeira música popular brasileira, em contraste com o momento da Jovem Guarda, que tinha inspiração no exterior. No ano seguinte, Marcus Pereira decidiu gravar um disco como presente de final de ano para os clientes de sua agência de publicidade. O disco foi financiado pela FINASA, empresa que fazia parte das contas de sua agência de publicidade fez muito sucesso e foi objeto de críticas positivas, apesar da circulação e tiragem limitadas.

O primeiro disco de Marcus Pereira surgiu com a gravação de canções de Paulo Vanzolini, freqüentador do Jogral, com o LP “Onze sambas e uma capoeira”, que veio a ser o embrião da Discos Marcus Pereira, que se dedicou ao resgate das manifestações musicais do Brasil.

O disco foi gravado em outubro de 1967 e contava com arranjos de Toquinho, então desconhecido. Em 1968, também com o intuito de distribuí-lo como brinde de final de ano, o empresário produziu, com patrocínio do Jogral e sob selo do Jogral o disco “Brasil, flauta, cavaquinho e violão”, que viria a se tornar o embrião da produção do futuro selo Discos Marcus Pereira, que valorizaria de maneira inédita a musica regional produzida no Brasil.

Apaixonado pela música brasileira e em resposta ao que considerava a dominação do cenário musical brasileiro pelas indústrias multinacionais, bem como com a descaracterização da música popular brasileira pela excessiva influência e imitação de grupos estrangeiros, Marcus Pereira deixou sua bem sucedida agência de publicidade e se dedicou totalmente à música. Em 1973, com a morte de Luís Carlos Paraná, adquiriu a totalidade do Jogral e fundou a Discos Marcus Pereira.

Ao longo de seus quinze anos de existência a Discos Marcus Pereira construiu um catálogo de mais de 140 títulos. Lançou nomes como Cartola, Donga, Banda de Pífanos de Caruaru, Quinteto Armorial, entre outros, e ajudou a impulsionar a música regional brasileira em coletâneas como Música popular do Nordeste (1973), Música popular do Centro-Oeste e Sudeste (1974), Música popular do Sul (1975) e Música popular do Norte (1976), além de coletâneas com os sambas-enredo das escolas de samba do Rio de Janeiro e São Paulo.

No Feirão do Vinil, muitas das obras lançadas pela Discos Marcus Pereira estão disponíveis para aquisição, todas em ótimo estado e pelo preço de 5 reais a peça.

Consumido por problemas pessoais e financeiros diversos, Marcus Pereira cometeu suicídio em 1981, mas seu legado e sua importância para nossa música permanecerão eternos.